Extração de Granitos





A exploração e transformação de granito tem muita importância para o desenvolvimento socioeconómico do concelho de Vila Pouca de Aguiar onde já foram apontados números significativamente interessantes, no ano de 2004 previa-se que havia 5000 empregos diretos e indiretos em torno do mercado do granito, neste concelho são explorados três variantes de granito, o granito de Pedras Salgadas, o granito da Serra da Falperra (aqui se encontra a pedreira da empresa ASG), com a designação comercial Amarelo Real, e o granito de Telões.

Em geral, as rochas são recursos naturais de grande importância e valor para a construção civil, onde a operação de extração e transformação do granito, é uma atividade complexa, com um certo grau de dificuldade, onde todos os passos dados até a obtenção do produto final, devem ser pormenorizados, para que o produto final seja de agrado ao consumidor (cliente). Após a extração na serra, do bloco (rocha compacta e solida) será transportada nos nossos camiões para a nossa fábrica de onde após as peças serem serradas (nas maquinas de transformação) com a espessura desejada pelo cliente será necessário dar-lhe um acabamento. Dentro deste campo existem diversos tipos de acabamento (serrado, polido, amaciado, escovado, granalhado areado, flamegado escassilhado).

As novas acessibilidades rodoviárias constituem uma oportunidade única para alicerçar esta região como a mais importante produtora nacional de granito ornamental e potenciar o nível de transformação de matéria-prima. A evolução futura ditará certamente que algumas empresas não terão capacidade para continuar a laborar, mas as que souberem dar os passos corretos produzirão mais e melhor.